domingo, 14 de fevereiro de 2010

O que é Cosplay?

Yoo Amores que não entendem "NADA" de Cosplay...
Este é o meu singelo TUTORIAL para você acabar com essa desculpa de que não sabe nada sobre Cosplay...

Cosplay nada mais nada menos é do que uma grande e velha brincadeira, praticada em grande escala, por jovens e adultos. Cosplay é uma contração entre as palavras do Inglês "costume" e "roleplay", que fica numa tradução literal de "brincar de interpretar" (acho). Quando ouvimos "cosplay", geralmente já atribuimos á Otakus e como "um costume milenar japonês". Mas é ai que está o grande engano. É obvio que no Japão, a prática do Cosplay é muito bem difundida. Tanto que o crapricho na confecção dos trajes e maquiagem de personagens de animes e mangás é absurdamente perfeito. Mas as origens do Cosplay não estão enrraizadas na terra do Sol Nascente. A pratica do Cosplay é uma pratica bem Ocidental.

A origem do Cosplay
A história do Cosplay está diretamente ligada à história das convenções de ficção científica nos Estados Unidos. O primeiro exemplo dessa prática ocorreu em 1939, durante a 1ª Worldcon (Convenção Mundial de Ficção Cientifica), em New York, quando um jovem de 22 anos chamado Forrest J. Ackerman, e sua amiga Myrtle R. Douglas compareceram ao evento como os únicos fantasiados entre um público de 185 pessoas. Ackerman, que anos mais tarde se tornaria um dos nomes mais influentes no campo da ficção científica, usava um rústico traje de piloto espacial o qual chamou de "futuricostume", e Myrtle estava caracterizada com um vestido inspirado no filme clássico de 1936 "Things to Come", baseado na obra de H.G. Wells. Ambos causaram agitação entre o público, resultando em um clima de estreitamento entre a ficção e a realidade que mudou pra sempre a cara das convenções do gênero. As fantasias da dupla, confeccionadas por Myrtle, ou "Morojo", como era conhecida, fizeram tanto sucesso que no ano seguinte dezenas de fãs compareceram à convenção em trajes de ficção científica.
A prática cresceu ao longo do tempo, levando ao surgimento dos masquerades, concursos que não se limitavam a exibir as fantasias, mas permitiam aos participantes realizar apresentações criativas e que entretiam o público.O hobby de fãs fantasiados ficou conhecido pelo termo costuming ou fan costuming, e esteve confinado às convenções de ficção científica, essencialmente na América do Norte, por várias décadas. 

Cosplay no Japão

Na década de 90, com a explosão do anime pelo mundo, o cosplay foi re-introduzido nos Estados Unidos, dessa vez em uma escala muito maior. O termo popularizou-se rapidamente através das dezenas de convenções de anime que surgiram no país, levando muitos dos novos praticantes - ou "cosplayers", a acreditarem errôneamente que o hobby havia sido criado no Japão, quando na verdade os EUA já possuiam uma tradição de quase meio século. Devido a isso, é muito comum nos Estados Unidos o termo cosplay ser usado para se referir exclusivamente às caracterizações de animes, games ou mangas japoneses, enquanto o termo mais tradicional "costuming" é usado em relação às fantasias de sci-fi ou de obras ocidentais.

Cosplay no Brasil

Embora existam relatos da presença de fãs fantasiados nas convenções de Jornada nas Estrelas já em meados da década de 80, acredita-se que o cosplay, como um hobby, chegou ao Brasil por volta de 1996, junto com a primeira convenção de animes do país, o Mangacon. Realizado na cidade de São Paulo pela ABRADEMI (Associação Brasileira de Desenhistas de Mangá e Ilustrações), o evento é considerado o marco inicial da difusão do cosplay no Brasil, sendo realizado em um período de redescobrimento dos animes na televisão brasileira. Ao longo dos anos a prática do cosplay cresceu de forma exponencial, espalhando-se por todas as regiões do país.
A forma que o cosplay é praticado no Brasil caracteriza-se por uma mistura do modelo americano e japonês. O conceito norte-americano do masquerade foi importado e adaptado tornando-se o tradicional concurso de cosplay das convenções de anime brasileiras. De influência japonesa, podemos citar a ênfase na caracterização de personagens pré-existentes e o foco na busca pela fidelidade, além da predominância de fantasias inspiradas em animes, mangas e games japoneses.
Atualmente existem milhares de praticantes espalhados pelo país, e os maiores eventos que reúnem fãs do hobby chegam a alcançar um público de mais de 40 mil pessoas. 
Bom amores.. é isso que tenho á falar sobre cosplayer.
E um super agradecimento ao Cosplay Brasil, minha fonte de informação da qual sem, este Post não teria surgido. (muuuuito melhor que Wikipédia! XD)
É isso ai!
Comentem!
E sem desculpas!
Kisu!
Domo Arigato!

Um comentário:

Kim Sousa disse...

Ah...adoro SIMS...o seu blog é bem interessante...Abração...estou te seguindo...da uma passadinha lá no meu e da uma olhada...

Abração...té mais...

BlogBlogs.Com.Br